Foto: Rede Social

Na última terça-feira (16), um episódio chocante surpreendeu clientes e funcionários de uma agência bancária em Bangu, na zona oeste do Rio de Janeiro. Uma mulher, identificada como Érica de Souza Vieira Nunes, foi presa em flagrante após tentar realizar um saque utilizando um idoso já falecido.

O caso ganhou destaque após imagens de câmeras de segurança registrarem o momento em que Érica tentava fazer o idoso assinar um empréstimo de R$ 17 mil. Nas cenas, o idoso aparece sem qualquer sinal de vida, enquanto a mulher insiste para que ele assine os documentos, chegando a afirmar que “ele era assim mesmo”.

Diante da falta de resposta do idoso, os funcionários do banco acionaram o Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU). Após a chegada da equipe médica, foi constatado que o idoso já estava morto há algumas horas. A Polícia Militar foi chamada e Érica foi detida e encaminhada para a 34ª DP (Bangu), onde aguarda audiência de custódia.

A defesa de Érica, representada pela advogada Ana Carla de Souza Correa, alega que o idoso estava vivo quando chegou ao banco. Segundo a versão apresentada, Érica estava emocionalmente abalada e sob efeito de medicamentos. A advogada ressaltou a idoneidade de sua cliente, destacando seu papel como cuidadora do idoso, a quem tratava com carinho.

“É uma senhora idônea, que tem uma filha especial que precisa dela. Sempre cuidou com todo o carinho do Seu Paulo. Tudo será esclarecido e acreditamos na inocência da senhora Érica”, afirmou a advogada. “Existem testemunhas que no momento oportuno serão ouvidas”, concluiu.

Enquanto as investigações prosseguem, o corpo do idoso será submetido a exames no Instituto Médico Legal (IML) para determinar as circunstâncias de sua morte. Agentes estão realizando diligências para esclarecer todos os fatos relacionados ao caso, que continua a gerar perplexidade na comunidade local.

Fonte: Agência Brasil e JN Libertti

Avatar de rede33

Deixe seu comentário:

[ays_poll id=3]

    By rede33