O presidente Lula com ministros, autoridades e representantes de bancos públicos em solenidade no Palácio do Planalto. Foto: Ricardo Stuckert / PR

O ano de 2023 marca uma virada significativa na atuação dos bancos públicos, com operações de crédito do BNDES, Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil totalizando R$ 56,4 bilhões. Esse montante expressivo supera o acumulado dos quatro anos anteriores, indicando um impulso crucial para melhorias no emprego e na infraestrutura em estados e municípios brasileiros. Durante a cerimônia de Anúncio de Financiamento dos Bancos Públicos para Investimentos nos Estados, o presidente Lula enfatizou o papel essencial dessas instituições na dinamização da economia e no fomento à infraestrutura.

É para isso que existem bancos públicos: para fazer aquilo que muitas vezes a iniciativa privada não quer fazer. A orientação é essa: prefeito não é bandido, governador não é bandido. Se ele estiver com as contas em dia, tem direito de ir ao banco, pedir financiamento e o banco financiar”

Luiz Inácio Lula da Silva, presidente da República

Os financiamentos abrangem R$ 32,1 bilhões em 16 estados e R$ 24,3 bilhões em 805 municípios de 25 estados, sinalizando uma abrangência nacional dessas iniciativas. Destacam-se as aprovações expressivas do BNDES, que totalizaram R$ 18,2 bilhões em operações com estados como São Paulo, Pará, Mato Grosso do Sul, Ceará, Santa Catarina, Espírito Santo, Maranhão e Sergipe. Aloízio Mercadante, presidente do BNDES, ressaltou a escalada nos empréstimos, passando de R$ 844 milhões em 2022 para R$ 22 bilhões aprovados este ano para governadores e projetos estruturantes municipais.

A Caixa Econômica Federal contribuiu com operações de crédito significativas, totalizando R$ 2,3 bilhões no estado de Pernambuco. Enquanto isso, o Banco do Brasil aprovou ações no Distrito Federal e em Pernambuco, somando R$ 700 milhões em investimentos.

Tarciana Medeiros, presidente do Banco do Brasil, destacou a importância fundamental dessas operações de crédito para impulsionar setores produtivos e facilitar a implementação de políticas públicas. Marcos Brasiliano, presidente em exercício da Caixa, reforçou o compromisso do banco em apoiar estados e municípios em projetos de infraestrutura, enfatizando que o objetivo central é beneficiar o cidadão.

FONTE: Planalto

Silvano Saldanha: LIBERTTI

By rede33