O Rio Grande do Sul enfrenta uma das piores crises causadas pelas fortes chuvas e enchentes que assolam o estado desde o fim de abril. Em resposta a essa emergência, a Marinha do Brasil mobilizou uma operação de grande escala, enviando seus recursos mais robustos e pessoal altamente treinado para prestar assistência às comunidades afetadas.

O Navio-Aeródromo Multipropósito (NAM) Atlântico, o maior navio da esquadra brasileira, está sendo deslocado para a região nesta quarta-feira (8). Este gigante dos mares não chega sozinho; ele traz consigo duas estações móveis para tratamento de água, com capacidade para produzir impressionantes 20 mil litros de água potável por hora. Essas estações são uma esperança para as comunidades que enfrentam o colapso dos sistemas de tratamento e abastecimento de água.

Navio Aeródromo Multipropósito Atlântico

Além disso, o Atlântico também carregará oito embarcações de médio e pequeno porte, prontas para realizar operações de resgate e transporte de suprimentos em áreas alagadas. A operação não para por aí: a Marinha está coordenando um esforço conjunto que envolve quatro navios, 20 embarcações, 12 aeronaves e centenas de militares. É uma mobilização que lembra uma ação de guerra, mas dessa vez, o inimigo é a força da natureza.

Juntamente com o Atlântico, a Fragata Defensora também está a caminho do estado, carregada com doações e suprimentos essenciais. Esta não é uma missão apenas de resgate, mas também de solidariedade e apoio às comunidades em momentos de extrema necessidade.

Antes da chegada desses gigantes do mar, já foram enviados o Navio de Apoio Oceânico Mearim e o Navio-Patrulha Oceânico Amazonas, este último equipado com um hospital de campanha capaz de abrigar até 40 leitos para atender às vítimas das enchentes.

A Marinha está reforçando suas equipes de resgate aéreo com mais oito aeronaves, totalizando doze helicópteros disponíveis para alcançar moradores ilhados em áreas de difícil acesso. Além disso, estão sendo mobilizadas viaturas e 200 militares Fuzileiros Navais para desobstruir vias de acesso e equipes de apoio à saúde, incluindo médicos e enfermeiros, para prestar assistência médica onde for necessário.

Diante da devastação causada pelas chuvas, a Marinha do Brasil demonstra seu compromisso com o povo brasileiro, trabalhando incansavelmente para trazer esperança e ajuda àqueles que mais precisam neste momento desafiador.

Fonte: Agência brasil

Deixe seu comentário:

    By rede33